top of page
Buscar
  • Foto do escritorleanalbuquerque

O que a preguiça e a procrastinação têm a dizer sobre você?

Atualizado: 24 de abr. de 2018



Imagine o seguinte cenário: você tinha um prazo de 3 semanas para desenvolver uma atividade x, você sabe o que fazer para concluir, porém, agora que faltam 3 dias para esse prazo estourar, você começa a pensar que deveria ter começado antes.

“Ah, mas é uma tarefa simples, não precisa ser feita agora...", você pensa. Porém, no momento que começa, se dá conta de que o que parecia simples vai tomar mais tempo do que o previsto. Subitamente você começa a pensar no quanto aquilo é chato e como queria estar fazendo qualquer outra coisa.


Quando termina o prazo, você tem a atividade pronta de uma maneira que você sabe que poderia ter feito muito melhor, ou com muito menos estresse. Mas talvez essa não seja nem a primeira e nem a segunda vez que isso aconteceu. Já parou para se perguntar por que deixamos a coisa chegar a esse ponto?


Muitas das vezes a chave para essa resposta está na insegurança. Pode ser uma insegurança velada, mas a verdade é que você não tem total certeza de que o seu trabalho vai ser de qualidade igual ou superior ao trabalho das pessoas que você insiste em se comparar. Ao mesmo tempo, seu cérebro, que adora coisas prazerosas, insiste em te direcionar para coisas que você sabe fazer bem. É como se fôssemos viciados em um certo tipo de prestígio.


Você e o controle da sua vida x aquele seu conhecido do Instagram que é bem-sucedido.

“Por que vou perder meu tempo me dedicando a uma atividade complexa que eu nem sei se vai ficar tão boa quanto o trabalho do fulaninho, se eu posso ficar aqui mandando super bem no meu videogame???”


Vivemos em uma sociedade em que somos bombardeados o tempo inteiro por comparações irrealistas. Basta abrirmos qualquer rede social genérica para termos a sensação de que estão esfregando sorrisos e vidas perfeitas nas nossas caras. Todo mundo é feliz e bem-sucedido, menos nós.

Na verdade, o que acontece é que estamos na era das aparências e qualquer vida pode parecer perfeita atrás da tela do smartphone. No máximo, o que te difere dessas pessoas é a qualidade da sua câmera, pois todos têm problemas.


Mesmo assim, parece que o sentimento de ser uma fraude está ficando cada vez mais comum, gerando um comportamento meio “não quero brincar mais disso”.


Não quero mais brincar.


Vencer esse comportamento improdutivo é um exercício diário. É claro que você não precisa se tornar um robô da produtividade. Aliás, esse tipo de pensamento só vai te afastar dos seus objetivos. Afinal de contas, quem é que em sã consciência quer virar workaholic!?


Basicamente, o que você precisa manter em mente é:

1 - Você pode ter uma vida equilibrada, com momentos de lazer e trabalho. É tudo uma questão de organização e ter consciência de que não existe trabalho ruim quando se há dedicação. O que existe é um resultado com a sua cara, seu e que não pode ser comparado com outro resultado que tenha a cara de outra pessoa. Não existe melhor e pior quando se trata de algo que você criou.


2 - Seja a melhor versão de você e se orgulhe do seu progresso. Tenha paciência para esperar os resultados mesmo que algumas pessoas pareçam ter alcançado mais rápido. Cada um tem seu ritmo e isso não significa que você não possa ser muito bom no que você quer fazer. Faça até dar certo.


3 - É uma boa reduzir o tempo que você passa em redes sociais. Como dito, são grandes fontes de comparações irrealistas prontas para te colocar pra baixo. Além disso, as redes sociais podem ser um ladrão de tempo absurdo.


4 - Nem sempre as coisas vão sair da maneira que você idealizou no início, mas isso não é necessariamente ruim. Saber adaptar mantendo a qualidade é um exemplo de flexibilidade e capacidade de resolução de problemas. O resultado pode te surpreender.


5 - Algumas pessoas vão gostar de graça do que você fizer, outras vão detestar da mesma maneira. Não deixe que a opinião dos outros te tire a motivação. Você que deve saber aonde quer chegar.


6 - Por fim, tome cuidado com coisas que te trazem um prazer muito fácil, pois essas, facilmente, se tornam fugas dos seus desafios. É importante saber dosar.


130 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page