top of page
Buscar
  • Foto do escritorleanalbuquerque

Desânimo e Persistência. 3 pontos chave para mudar

Atualizado: 24 de abr. de 2018

Basicamente, todos nós sabemos o que precisamos fazer para nos tornarmos melhores naquilo que desejamos. Então por que o caminho parece tão difícil?



Não somos robozinhos. É frequente nossas emoções entrarem no caminho desse progresso. Em um texto já postado aqui no blog falei sobre como a insegurança nos afeta, gerando procrastinação e preguiça. Em adicional a isso, muitas das vezes não temos paciência para nos concentrarmos no nível correspondente às nossas habilidades e tentamos pegar algo muito mais difícil de atingir.


Esse processo pode ser entendido como uma autossabotagem, isto é, algo que fazemos para confirmar nossas crenças autodestrutivas que estão diretamente ligadas com a tal da insegurança. Um exemplo disso pode ser ilustrado no vídeo abaixo, onde um guitarrista tenta aprender a tocar uma música de nível muito mais elevado do que suas habilidades permitem. Nem precisa dizer que ele termina o vídeo frustrado, não é?




Não é que você não deva se desafiar, mas as suas metas precisam ser realistas.


Pense em uma escada feita com degraus regulares. Você até pode conseguir subir de 2 em 2, mas é certamente mais fácil subir de 1 em 1. De 3 em 3 já será muito mais difícil, e de 4 em 4, provavelmente impossível. A mesma ideia pode ser aplicada ao desenvolvimento de habilidades, pois um passo maior que a perna pode te fazer cair e precisar ficar um tempo afastado disso pra se recuperar da lesão (eu ainda estou falando de desânimo com a atividade, hein!?).


Sente o drama

Nesse momento, ter um bom professor é de uma ajuda valiosa, pois é ele que vai te ajudar a montar essa escada. “Ah, mas o fulaninho é autodidata, se virou sozinho”. Algumas pessoas são, mas isso não funciona para todos. Tenha em mente que ficar colocando desculpas pra investir no seu desenvolvimento também é autossabotagem.


Aí vem a pergunta de um milhão: O que eu posso fazer pra motivar o início do meu estudo?


Você já pensou em criar um ritual?


O que você pode fazer pra estimular sua concentração e vontade de estudar?


1 – Ter um ambiente ideal para a sua prática, que esteja organizado e preparado para a tarefa não é exatamente algo que vai te deixar com vontade de estudar, mas é um pré-requisito para que você não se sinta desestimulado pela falta de praticidade do ato.


2 – Aquecimento mental: você já pensou em assistir vídeos sobre o que você pretende praticar? Visualizar na prática a aplicação do que você pretende desenvolver pode ser um grande estimulante, pois assim tira um pouco o status de “ficção científica” da coisa. Só toma cuidado pra não pegar algo de nível muito mais elevado que o que você se encontra no momento.


3 – Aquecimento prático: experimente começar seu estudo com algo que você já está fazendo de maneira confortável. Você pode definir um tempo limite para essa atividade, mas o objetivo aqui é fazer você estar mais preparado, física e mentalmente, quando for pegar algo realmente desafiador.


E aí, você acha que está no caminho certo para ser quem você quer ser daqui a 5 anos?

Deixa nos comentários o que você faz como “ritual de iniciar”!

93 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page